Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Fonte:|zerohora.clicrbs.com.br/zerohora|

Se você se preocupa com a preservação do ambiente, a roupa que você está vestindo nesse momento pode dar pano para manga na discussão sobre sustentabilidade. Será que o seu guarda-roupa está respeitando o bem-estar do planeta?

O uso de matérias-primas menos agressivas e de processos menos poluentes está sendo incorporado pela indústria têxtil, que já se deu conta de que não pode ficar para trás na onda do respeito à natureza. Uma iniciativa que vem dando certo é a utilização do selo e-fabrics em peças que respeitam critérios socioambientais como a escolha da matéria-prima. Idealizado pelo Instituto e, o selo já está presente em marcas como Osklen, que dispõe de mais de 50 lojas no Brasil e outras 10 no Exterior, e Grendene, empresa gaúcha que exporta calçados para mais de 90 países.

– O selo e-fabrics conta a história do produto. O design também é importante e precisa criar desejo – afirma a diretora do Instituto e, Nina Braga.

Os cursos superiores de moda estão preocupados em formar designers preparados para as oportunidades criadas a partir da preocupação ambiental. Isso pode aumentar a oferta de produtos verdes.

– Os estilistas têm de pensar em todo o ciclo de vida do produto e em coleções com referenciais de moda menos descartáveis – afirma a professora de Ecodesign da Feevale, Ana Maria Argenton Woltz.

A onda de consumo consciente pode se mostrar uma oportunidade para o Brasil. A abundância de materiais sustentáveis, como a juta e o algodão orgânico, pode ajudar o país a se posicionar como referência em roupas ecológicas.

– A agenda comum no mundo é sustentabilidade. O Brasil é um celeiro de matéria-prima e reúne uma mão de obra gigante – garante Nina.

Assim como em outros setores, preocupar-se com a preservação é mais do que uma tendência: é uma necessidade. E o futuro se mostra sombrio para quem não assumir esse papel.

– Quem não incorporar políticas ambientais responsáveis vai ser punido pelo consumidor – prevê Rodrigo dos Reis, gerente de conteúdo da WGSN, empresa que pesquisa tendências de moda.

ismael.cardoso@gruporbs.com.br
ISMAEL CARDOSO

Exibições: 47

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço