Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

O tempo parece sempre insuficiente quando tudo o que planejamos na prática não cabe dentro dele, e na desordenada correria do dia a dia, estressados diante de compromissos que parecem sempre inadiáveis, além de tempo desperdiçamos também energia! Desgastados, ficamos sem o discernimento necessário para visualizarmos a real urgência de cada situação, o que muitas vezes nos leva a sacrificar coisas importantes em prol de circunstâncias nada relevantes...

Para permanecermos focados no que realmente necessita da nossa atenção e utilizarmos melhor o nosso tempo, temos que estabelecer prioridades. Nossas necessidades nos orientam nesta busca , porém o estilo de vida atual também nos pressiona para que busquemos coisas sem um propósito particular, nos confundindo e nos levando a priorizar banalidades!
Mas se nossas vidas giram em torno das prioridades que estabelecemos, como podemos selecioná-las baseados em informações generalizadas e inconsistentes?!

Antes de determiná-las devemos monitorar nossos pensamentos, pois eles prendem nossa atenção e nem sempre para o que é realmente essencial no presente momento.
É interessante estabelecermos prioridades em todas as áreas de nossas vidas para evitar conflitos ou o sacrifício de uma delas, o que poderia afetar nosso equilíbrio. E também não podemos deixar de lado prioridades simples mas básicas, estas devem ser preservadas em prol de nosso bem estar.
Devemos também estar cientes de que o que faz sentido pra nós pode não ser compreensível ao outro, mas não podemos nos sentir pressionados a desistir ou então tomar como exemplo prioridades que não se moldam a nossa existência!

Nossas prioridades tendem a mudar em decorrência de novas situações, assim temos sempre que reformula-las em cima das informações atuais. Elas mudam também com o tempo e a idade onde a experiência e a sabedoria nos mostram que nem sempre priorizamos o que realmente importa.
Ocasionalmente podemos nos deparar com várias prioridades ao mesmo tempo e para conduzirmos da melhor forma possível teremos que aprender a utilizar de malabarismos indo de uma prioridade a outra ou invertendo a ordem quando necessário.
Outras circunstâncias podem nos pedir ação imediata e passam a ser nossa prioridade naquele instante, portanto vale utilizar a sensibilidade e a intuição para perceber situações e agir a tempo.
As vezes a prioridade do momento pode ser nossa saúde, alguém que está precisando de nossa atenção, uma palavra, um carinho, um gesto, um breve momento de descanso para recarregar as energias ou qualquer outra coisa que nos faça bem!

Temporariamente ou até definitivamente podemos ter que deixar para trás um sonho em prol de um imprevisto que se torna nossa prioridade trazendo frustração e exigindo de nós um esforço extra, mas temos que permanecer confiantes acreditando que novas situações vão surgir trazendo com elas outras oportunidades.
Temos que aprender a nos moldar quando necessário e assim evitar ficar brigando com a vida, arrastando pesos desnecessários ou teimosamente estacionados e focados em algo que já não tem valia. Dentro de nossas crenças as vezes temos que simplesmente compreender que nada acontece por acaso e o que nos resta é apenas descansar e nos deixar levar na direção do vento aceitando nossa lição e observando os sinais, pois se ficarmos nos debatendo na não aceitação, além da improdutividade, iremos nos ferir ainda mais.

O lar, a empresa e os locais que freqüentamos devem conter condições necessárias ao nosso bem estar, mas temos que colaborar fazendo a nossa parte nos responsabilizando por nossas ações, cuidando de nossas emoções, assumindo compromissos e respeitando limites.
Se cuidarmos de nós, também estaremos aptos a encarar prioridades coletivas, afinal somos todos um e fazemos parte de um todo, portanto temos que nos preocupar em contribuir principalmente com amor, respeito e dignidade, realizando o necessário para que o bem estar geral e o nosso meio ambiente seja preservado, mas não podemos deixar que estas prioridades coletivas se transformem em uma fuga de nós mesmos e de nossas prioridades pessoais, afinal temos que estar em harmonia para colaborar!

Se não estabelecermos prioridades em nossas vidas correremos o risco de ficar a deriva, sem a percepção adequada para tomar decisões, vulneráveis a interferências alheias permitindo influência com visões e sentimentos que não pertencem a situação, o que pode provocar desajustes e confusão!

A vida é um processo de mudança constante, tudo muda o tempo todo e temos que ficar atentos para mudar nossas prioridades quando necessário, conscientes de que não somos como uma biruta que muda conforme o vento mas sim inteligentes, atentos e maleáveis a ponto de mudar e rever objetivos para resguardar nossa tranqüilidade e qualidade de vida.

Novas prioridades são também novos desafios, portanto temos que atualiza-las para manter o interesse. Ao lista-las é sempre bom fazermos uma avaliação de nossas motivações, refletindo e utilizando também a praticidade e a lógica antes de fixá-las, atentos ao fato de que urgente nem sempre significa importante.

O mais importante é não esquecermos que prioridade mesmo é sempre a vida e a urgência que temos dela, mas não basta apenas passarmos por ela respirando e sobrevivendo, precisamos também suspirar e viver como personagens ativos e insubstituíveis da nossa própria história!


"Clara manhã obrigada. O essencial é viver". (Carlos Drummond de Andrade)

Exibições: 50

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Edgard Martins Gonçalves em 5 abril 2010 às 10:18
Ótima matéria Benito e se me permite, concordo que "a prioridade mesmo é sempre a vida" no sentido de encontrá-la plenamente e o endereço dela está no evangelho de João 14:6.
Boa semana e um grande abraço.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço