Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Para reciclar um efluente têxtil é necessário eliminar a cor,a matéria orgânica e reduzir o teor de sais dissolvidos. Existem diversos métodos mais ou menos economicos para a remoção de cor e matéria orgânica.
Segue resumidamente alguns tratamentos:

•Tratamento anaeróbio – o processo anaeróbio demonstra ser bastante eficaz na remoção de cor nos efluentes têxteis. Os corantes azo, que em condições aeróbias são de difícil degradação, quando em meio anaeróbio são facilmente reduzidos a aminas aromáticas reduzindo a cor aparente.

•Tratamento aeróbio – As aminas aromáticas resultantes da redução dos corantes em meio anaeróbio, quando em meio aeróbio, podem ser mineralizadas pela acão de enzimas que destroem o anel aromático destes compostos.

•Oxidação avançada – Combinação de ozono e carvão activado num processo único. Este processo pode ser visto como uma boa alternativa para o tratamento de efluentes contendo corantes e outros contaminantes orgânicos, uma vez que a ozonização é muito eficiente para a remoção de cor, mas consideravelmente menos eficiente para a remoção de matéria orgânica, ao passo que, por outro lado, a adsorção em carvão activado apresenta melhores resultados em termos de remoção de matéria orgânica, mas usada isoladamente no tratamento de efluentes têxteis conduz rapidamente à sua saturação.

Todas as tecnologias reunidas permitem um conjunto de alternativas de tratamento de efluentes têxteis.

É sempre importante alertar aos empresários,funcionários, para a necessidade de preservar a água,trata-la, através da realização do seu tratamento, antes de ser lançada no efluente.



Consciencia ambiental é um dever de todos!!!


Exibições: 816

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Cristiane Moreira em 28 fevereiro 2010 às 18:13
No caso da estamparia têxtil, algumas ações simples contribuem fortemente para a diminuição dos resíduo de pasta pigmentada na rede. Redução da quantidade da pasta para cada desenho, armazenamento dos restos que sobram nos quadros para posterior acerto de cor e reaproveitamento. Utilização de máquinário adequado para lavagem dos quadros, também traz uma redução significativa na economia de água.
São ações que envolvem mudanças na metodologia de trabalho, por isso é muito importante trabalhar a importância das mesmas dentro da empresa.
Comentário de Everton Viana C. Neves em 25 fevereiro 2010 às 22:08
Em alguns casos o tratamento físico químico é eficiente, como por exemplo o de efluentes da estamparia têxtil, onde o material colorido na forma de pigmento insolúvel e as cargas minerais são floculadas e decantadas com eficiência de até 90% no aproveitamento da água para reuso no mesmo processo, ou descarte para a rede pública em ciclos periódicos, dentro do padrão de descarga conforme conama 357.
Comentário de Anderson Marcos em 25 fevereiro 2010 às 19:04
Parabéns pelo trabalho!

Acredito que em nosso pais devam existir diferentes tipos de consiência com relação a questão ambiental. No sul, os orgãos controladores são muito atuantes, porém nem sempre fazem o que é certo.

Mas com relação ao tratamento, se o mesmo é eficiente, porque as empresas não reutilizam esta agua, visto que esta é de "boa qualidade". Trabalho em uma tinturaria e vejo isso como um grande passo para o desenvolvimento da empresa, porem a cultura é complicada.

Agradeço pelo artigo e tenha uma ótima semana.
Comentário de Ingo Joachim Schymura em 25 fevereiro 2010 às 9:55
Prezada Elizângela Ferrante.

Congratulações pelo belíssimo trabalho.
Acrescento material sobre reciclagem de insumos, o que certamente tem lugar dentro da matéria.
SDS
Ingo Joachim Schymura

reciclagem - goma-lixívia.doc

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço