Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Vicunha vai demitir 250 funcionários

A Vicunha Rayon Têxtil S.A. comunicou ao presidente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Antonio Martins, que vai demitir 250 trabalhadores empregados na produção de fios de viscose a partir de quinta-feira, dia 15, encerrando as atividades desta linha de produção. O anuncio da empresa é mais um “baque” para o setor têxtil em Americana, que vem acumulando fechamento de empresas, indústrias em crise e perda de empregos. “A decisão da Vicunha vinha sendo protelada há tempos pela diretoria da empresa. Agora, decidiram pelo encerramento das atividades de produção de fios, de forma definitiva”, comentou Martins.

Para o presidente do Sindicato a situação do setor têxtil está cada dia mais complicada. “As tecelagens reclamam muito da entrada de tecidos e confecções, mas é necessário destacar que o fio brasileiro está sem mercado, já que as próprias tecelagens usam os fios importados. Existe um desequilíbrio completo em todo o setor produtivo. Quem na verdade está pagando a conta de tudo isso é o trabalhador”. O presidente continua: “Faz mais de 20 anos que estamos falando que o setor têxtil caminha para acabar. E não adianta. Entra governo sai governo e medidas verdadeiras de proteção não são tomadas. Meia dúzia de besteirinhas que falam que fizeram não vai resolver o problema”. (Fonte: Novo Momento, Economia)

Para o presidente do SINDITEC, Dilézio Ciamarro, o fechamento de mais uma empresa tradicional, reflete a falta de percepção do governo para com os problemas causados pelos produtos importados. "Conforme estamos alertando há tempos o governo federal, precisamos de medidas antidumping antes que se extermine a cadeia produtiva têxtil, pois desde 2005 ocorrem muitas demissões no setor, como essa notícia divulgada hoje (12/08)''.

FONTE: SINDITEC

Exibições: 835

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de petrúcio josé rodrigues em 14 agosto 2013 às 23:46

continuando.

suas observações apontam para UM ATO DECISÓRIO, que únicamente te pertence. É FRUTO DE UMA  EXPERIÊNCIA PESSOAL.

muito neste Pais afora, haverão de  se  curvar  diante  desta tão grande  realidade.

No inicio do próximo  mes, estaremos  completando a cifra  de  R$ 1 trilhão de  reais. temos ainda 40 meses pela  frente.

os meses  de novembro e dezembro, são os que mais propiciam uma grande arrecação.

assim fecharemos o anos de 2013, com mais de 1,7 trilhões de R$, para o bel prazer dos governantes.

vi uma reportagem sobre o sucateamento dos hospitais brasileiros, isto é portanto, algo vergonhoso e criminoso.

as informações  do ministro e da própria madame, é que tudo são flores.

realmente companheiro, mudar depende unicamente  de nós brasileiros e cidadãos.

Comentário de petrúcio josé rodrigues em 14 agosto 2013 às 23:37

Marcel,

a cidadânia aflora de forma magnifica e explendida, quando temos  experiências marcantes em nossas vidas.

Comentário de Marcel J Gonçalves em 14 agosto 2013 às 20:30

 A pergunta que fica aos governantes é: Quantas empresas terão de fechar até que eles sintam no próprio bolso a perda dos impostos, e só aí é que tomarão alguma medida concreta, mas isso se os bolsos não transbordarem até lá !!! Na próxima eleição, não votarei em nenhum candidato aos altos cargos governamentais!!!

Comentário de ANDREA TESSU em 14 agosto 2013 às 20:02

E se tratando do segundo setor que mais gera empregos neste país (pelo que vemos, não por muito tempo), só perdendo para contrução civil, é triste saber que é uma realidade bruta, cruel, isenta de defesas políticas, pois o Governo Federal até hoje não fez nada de concreto pra mudar os efeitos negativos que os produtos asiaticos estão gerando no mercado textil.

Comentário de Romildo de Paula Leite em 14 agosto 2013 às 11:33

   “As tecelagens reclamam muito da entrada de tecidos e confecções, mas é necessário destacar que o fio brasileiro está sem mercado, já que as próprias tecelagens usam os fios importados.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço