Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

A lei, a impunidade e as suas consequencias...

A LEI É PARA TODOS – mas, no Brasil, a impunidade é para muitos: Muitos privilegiados”, nepotistas, déspotas, poderosos, políticos e coligados ao poder.
SdM

No Crime do Petrolão, já sabemos qual será o resultado de todo o teatro Advocatício e Jurídico que será pasto ao palco: Acontecera como no Mensalão, ou como no Escândalo de Carlinhos Cachoeira, como no de Rosemary Maranhão, como o que aconteceu ao Vaccari, ao Jesuíno, ao Zé Dirceu, e tantos outros: Resultara em nada ou praticamente nada. Se houver alguma punição ela será nominativa (“para inglês ver”) com punição a ser perdoada e completamente desproporcional o crime. Sabe por que acontecera isso? Por causa de nossa culpa, de nossa desatenção, desconexão, displicência e covardia.
Tivemos com o Petrolão o maior escândalo de corrupção de todos os tempos, de todos os paises. 
Foi uma corrupção sistêmica, continua, duradoura, “corporativada”, com um organograma sinistro e com um fluxo de produção podre, composta de:
(1) NUCLEO POLITICO (que espremia dinheiro de fornecedores de serviço), 
(2) NUCLEO ADMINISTRATIVOS (gente de partidos políticos infiltrados nas Diretorias desses fornecedores, e.g., - exempli gratia -, Caveirão, Duque, Paulo Roberto etc.)
(3) NUCLEO ECONOMICOS (Áreas especificas da firma a serem sugadas) e 
(4) NUCLEO FINANCEIROS (Composto de Diretores corruptos e os soldados da infantaria da corrupção, os chamados “Operadores”, comoYousef, Vaccari, Fernando Bahiano, essa gente “de mãos na massa”, de “maos no dinheiro vivo”)
Esses Operadores repassavam aos Políticos e seus Partidos, imensas quantidades de dinheiro, nesse caso, dinheiro da Petrobras, que sendo uma Estatal e com ações a venda no Brasil e no exterior, essa gente roubava o erário do Brasil, dos Brasileiros e estrangeiros. 
Tenhamos um pouco de vergonha na cara: Nós Brasileiros alfabetizados, sabemos que isso é somente a ponta do Iceberg. 
Há mais desvios no BNDS, em outros bancos, em mineradoras, petroleiras privadas, e outras estatais e em firmas de extração de minerais nobres, de Terras Raras e diamantes.
Por exemplo, grupo “X” do Eike Fuhrkel Batista, é um caso cômico, ou melhor, um paradigma tragicômico ilustrando esse exemplo.
Outro? Dêem uma rápida estudada na tonelagem de ouro extraída da Serra Pelada. Agora pesquisem quanto de lastro em ouro temos em nossas reservas? O que aconteceu? O gato comeu...
Somos o maior produtor de Nióbio do mundo? Temos 90% das jazidas conhecidas no mundo. Quem dita o preço desse metal raríssimo? Londres. Por que... Esse seria um outro escândalo.
Sabiam vocês que estamos entre os cinco maiores produtores diamantes do mundo?
Não vejo a tal novela da Globo que fala dobre esse assunto, mas é mais ou menos por ai. 
Esse dinheiro o Brasil não vê. Dou a vocês e a POLICIA FEDERAL os nomes de algumas cidades onde corre solto a comércio de diamantes: Teófilo Otoni, Diamantina, Altamira, Saiu do pais pelo Rio, Amazônia, Foz do Iguaçu e São Paulo...
Voltemos aos escândalos de Bancos: Ultimamente ouve-se dizer que o HSBC também está envolvido como facilitador, ou seja, como o “Dolarduto” ou “Euroduto” nessas tenebrosas transações. 
Esse em realidade é um esquema de lavagem e repassagem de dinheiro de caráter monumental, sabido em todo o mundo e ignorado somente ai no Brasil. 
Talvez o vampirismo do Comunista PT esteja maquiavélica e cinicamente “usando” do Capitalismo, dos brasileiros que investiram seu dinheiro em ações desses bancos, ou no Grupo “X” do Eike, ou na Petrobras e Vale do Rio Doce, para: 
(a) punir-los e ao mesmo tempo 
(b) subtrair deles dinheiro para as suas “causas Bolivarianas” e socialistas terceiro-mundo afora, e (c) no bom jeitinho de caudilho ou nepotista brasileiro, “levar também algo” para si ou seus familiares e membros de seus clãs.
Agora as coisas estão aí, irmãos Brasileiros: As claras, escritas - e desenhadas para os nossos irmãos me menos poder assimilativo, - com nomes aos bois.. 
A “crux” do problema é o seguinte: O que fazer? Reclamar aqui no facebook, nas redes sociais, falarmos de nossa indignação, aproveitarmos e “metermos o pau” num Partido de Oposição, ou falarmos mal de fulano ou cicrano?
Isso é mera Masturbação Mental.
Isso é uma diversão, uma cortina de fumaça para os “pobres em espírito”.
O nosso problema é simples e complexo, mas pode ser sumarizado entre a luta do Bem x Mal.
Entre a justiça x injustiça. Entre o “Latro-Estado” x Estado de Direito. E uma luta entre ética x falta de pudor, entre honestidade x descaramento.
Temos que arregaçarmos as mangas, tirarmos alguns minutos em nosso dia para protestarmos, escrever aos nossos Senadores e Deputados Estaduais e Federais, e exigirmos deles e também de nossos prefeitos e vereadores (que não “altas esferas” da corrupção são chamados de “lambedores de panela”) expressando o nosso nojo e repudio com a situação e exigindo transparência. É votarmos com responsabilidade e escolhermos bem nossos candidatos. É mantermos as massas corruptas, “nas tetas da vaca”, sob constante vigilância, é diminuirmos a fome, a miséria a deseducação, para que esses pobres e abandonados cidadãos não se tornem meras bestas em currais eleitoreiros e sim que se tornem cidadoes.
Temos de apreciarmos menos novelas (Ópio da Sociedade Brasileira), menos barriga tanquinhos e bundas e exercermos mais nossas cidadanias.
Eles, os descuidistas e vigaristas no poder, sabem muito bem que somos estúpidos, desatentos, incultos e desconectados. 
Eles estão acostumados a nos comprar, seja com bolsas disso e aquilo, com verbinhas de ajuda de custos, estádios, jogos, futebol e afins enquanto a maioria morre sem um atendimento básico de saúde.
Somos uma nação indígena, “Macuinaimística”, muito chegada a espelhinhos, lantejoulas e miçangas, a coisas que refletem ou brilham, especialmente durante os carnavais atuais, nos proporcionado pela contravenção e o crime. Mas não temos água potável, falta-nos escolas públicas, estamos perdendo os rios, estamos sem eletricidade, segurança e morrendo no SUS.
Por quê? Porque somos um povo SATISFEITO COM MIGALHAS.
Que pensamos com Argentinos, que somos os melhores do mundo, mesmo vivendo na merda.
Por que somos assim? Simplesmente por não conhecer o mundo e poder comparar o que poderíamos ser.
Por não saber o quão ricos somos, pois nem sabemos onde estão nossa riquezas – e nem também saber que somos roubados diuturnamente como nas piores ditaduras Africanas.
Agora é hora de meditarmos e ponderarmos o que nos queremos ser como uma Nação. 
Sermos um povo indigente, covarde, ignorante, pedinte, vadio, desconectado, ou tomarmos vergonha na cara e fazermos como fez a China: Apertarmos o cinto, tragarmos o fel amargo de nossa displicência, assumir a responsabilidade de sido “um povo infantil e ‘abestado’” e a partir desse ponto tomar rumos decisivos, educar-nos e começarmos a nossa ascendência como uma nação culta, poderosa e com justiça a todos?
As nossas opções não são muitas: Os desatentos, omissos, “muristas”, oportunistas, covardes, estão semeando um legado de desordem, perigo, miséria, desigualdade social que é um crime nos, aos seus filhos e netos. 
Os omissos são partes ativa da “Bastadizaçao” de nosso país e de nossa sociedade. 
A sua abstenção a luta, sairá cara: Será uma praga, uma maldição que vocês lançarão as suas gerações, - as pobres sementes que serão atiradas à merda.
Que tem ouvidos que ouça; quem tem olhos que veja; quem tem discernimento que discirna. 
Quem tem boca que clame: AGORA É A HORA DE AÇÃO. 
Ainda há tempo.

Exibições: 135

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço