Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Um dia destes, conversava com um profissional (que por várias circunstâncias de insucesso), me fez alguns questionamentos... Imediatamente iniciei uma reflexão, ao ponto de tentar buscar respostas como se fosse um professor. Pensei muito... E, depois de alguns dias, despretensiosamente, ao ouvir uma frase de Max Geringher que dizia o seguinte "Você é o que os outros acham que é, e não o que Você acha o que Você é"... Senti a motivação que precisava para retomar meus pensamentos e escrever algumas linhas. Claro que não vou confrontar o nosso "conselheiro" Max, não tão pouco validá-lo. Vou tentar expressar apenas minha opinião, sem culpas... Incentivado por uma única situação: "Todos nós somos capazes de estabelecer seu próprio valor, sem precisar dos rótulos alheios".

Então, vamos lá!

C. Stanislavski escreveu o seguinte: "Nossa mente pode ser ativada a qualquer momento. Mas isto não é suficiente. Precisamos de colaboração fervorosa e direta de nossas emoções e desejos, bem como de todos os outros elementos de nosso estado interior de criação..."

Sugiro então, que façamos nossa primeira reflexão: Eu sou o meu vendedor número 1?

Não permita que as muitas desculpas o convença do seu fracasso pessoal ou baixa auto-estima. Antes de tudo, olhe-se no espelho e questione-se sobre o que você está, ou não está, fazendo sobre isso.
Não cometa o erro de colocar o inimigo como causador do seu fracasso. Não se esqueça que inimigos você terá por toda sua vida.
Pare! Avalie! reflita!

E, vou te dar minha primeira dica: Contrate um consultor para resolver definitivamente sua atitude de virada... VOCÊ.
Então repita: Eu SOU o MEU maior vendedor. Sempre!
Ah! cuidado... Não seja arrogante, seja honesto e nada de exageros.

Vamos para a nossa segunda reflexão: O que você pensa sobre o que as pessoas pensam de você?

Não se esqueça que a sua ATITUDE, deve refletir o seu jeito e a sua identidade.
Afinidade e identificação são os principais motivos de notoriedade e respeito pelo seu sucesso.

Agora vai minha segunda dica: AME verdadeiramente O QUE FAZ.

Não basta ser o seu maior vendedor. As suas qualidades de um modo geral, devem estar à altura das exigências básicas para o cultivo de relacionamentos interpessoais, nos mais diferentes níveis sociais e/ou hierárquicos.

Terceira reflexão: Nascer de dentro de você para você mesmo.

Os fracassos pessoais geralmente acontecem porque praticamos uma ação para a qual imaginamos uma determinada reação e que, ao contrário, a reação é inversa.
Então, fique atento e reflita sobre as dicas abaixo:

1. Nem todas as pessoas dizem a verdade;
2. A sua oportunidade, pode ser a de outros também;
3. Cuidado com o que faz para os outros;
4. Confie nas pessoas até que provem ao contrário;
5. Seja sempre autêntico;
6. Coloque-se do outro lado;
7. Você nem sempre tem razão;
8. Não concorra com a razão alheia;
9. Acredite na afirmação: "O bem estar de todos em primeiro lugar";
10. Se você estiver errado, seja o primeiro a reconhecer;
11. Não troque um relacionamento por outro. Complete-os;
12. Você é uma marca, portanto tem um valor;
13. Não suborne e não se deixe subornar;
14. Não seja egoísta;
15. Não dê o que não precisa ser dado;
16. Seja verdadeiro;
17. Una forças. Você não faz nada sozinho;
18. Seja evidente;
19. Busque resultados;
20. Não seja hipócrita. Construa relacionamentos verdadeiros;
21. Faça negócios e construa amigos;
22. Seja confiável;
23. Não faça armadilhas;
24. Crie metas para você. Se possível, planeje.
25. Seja humilde e esteja aberto para aprender sempre;
26. Seja assertivo, convicto e firme nos seus propósitos;
27. Esgote todas as suas possibilidades;
e por fim...
28. Use os seus instintos, observe para ver, pense para refletir, ouça muito e fale o necessário.

Quarta e última reflexão: O seu começo... Não se contente com o comum, seja sempre uma criança... Tenha vontade de descobrir.

Como dica final, vou propor dois pontos fundamentais para seu desenvolvimento, com base nas
qualidades inerentes, resumindo tudo:

Qualidades básicas

. Curiosidade: mantenha a "fome infantil".
. Flexibilidade: tenha disposição de rever.
. Ousadia: corra riscos, seja empreendedor e aventure-se.
. Originalidade: tenha ideias diferentes e relevantes.
. Senso de humor: valorize incoerências curiosas, significados ocultos e ambiguidades.
. Tolerância: aceite o diferente, a ruptura e tenha visão empática.
. Visão não condicionada: duvide do que é habitual, critique, esteja aberto a novas ideias e posturas.

Qualidades desejáveis

. Auto-estima: seja confiante e seguro, aceite sua diferença com relação aos outros.
. Fluência: tenha habilidade verbal, rapidez mental, capacidade de improvisação.. Objetividade: não se perca em divagações, persevere na busca de resultados relevantes.
. Responsabilidade e respeito.

Seria justo dizer que o Max tem razão, mas ponho essa vírgula e sugiro que façam uma reflexão e condicione-se na busca do seu valor. Não esqueça... Você é uma marca. Você estabelece o seu valor.

Então, repita: Eu quero. Eu posso. Eu consigo... E, seja diferente.

Fontes:
O Trabalho Criativo de Willis Harman e John Hormann; Pequenas Empresas, Grandes Vendedores de José L T Megido; O Poder da Mente de C. Stanislavski

Exibições: 290

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço