Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Falando de Cestas, de Bolsas e Guerrilha

Falando de Cestas, de Bolsas e Guerrilha:

Confesso que eu saiba não há entre meu circulo de amigos recipientes de bolsas família, ou de cesta básica. Talvez haja ate um mau-caráter que se usufrui disso, sem que eu saiba, mas prefiro acreditar que não.

Para quem não me conhece bem, pode ser que eu tenha criado uma imagem de “pequeno burguês” que abomina a idéia de suportar um irmão num predicamento de penúria. Tal não é o caso. Para os que me conhecem bem sabem que sou um humanista com uma boa pitada de sarcasmo e cinismo em relação à espécie homo sapiens.

O que me irrita com o tema BOLSAS E CESTAS é que elas se tornam um meio insidioso de dominação e subjugação das massas mais infelizes, as quais, também infelizmente, é a maioria no Brasil.

Já explicamos o que não pensamos: Falemos então do que pensamos.

O ideal seria dar estudo e condições de trabalho aos recipientes dessas “benesses”.

Essas migalhas de Cestas e Bolsas, em realidade, são correntes que escravizam os infortunados a uma condição eterna de dependentes, de subservientes, de cidadãos que não têm o privilegio de contribuir para o país, de prover com dignidade a sua família e estão condenados a uma existência (não disse vida) de miséria, enfermidade e penúria.

O estado esta lhe dando só um paliativo. Substituem açudes por caminhão pipas. Médicos por remédios genéricos - quando a voces eles chegam. Substituem a educação por escolhinhas rurais, muitas vezes ensinadas por semi-analfabetos. Mas lhes mantém, os politiqueiros, semi vivos, vivendo em penúria e miséria, porem se reproduzindo, para eles angariar os seus votos inconseqüentes para beneficio deles, de seus familiares e parte de seus clãs nepotistas.

Voces são um plantel de bichos votantes; se tornaram o curral dos eleitoreiros de cabresto; inculcaram-lhes como verdade para mera sobrevivencia a grande mentira de trocam o seu voto, a sua cidadania, por conta uma Cesta Básica ou uma camiseta eleitoreira; voces foram enganados duas veses: Lhe tiram tudo mais lhe dão a sensação de que são cuidados.

Porque é interresante fazer isso?

Primeiro os Políticos Industrialistas na área da Fome, Sede e Ignorância, os tem como aliados. Afinal o prefeito esse ou aquele que evitou a sua morte por inanição ou sede, ou mandou uma caminhonete para levar o seu filho doente para um SUS, esse se tornou seu ícone e tem o seu eterno voto. Fazem isso para tê-los em um curral político. Mas creiam-me: Foi mandado para a sua área verbas de saneamento, de transporte d’água. De fabricação de açudes, de moradias decentes, de bombas hidráulicas, de ambulância, de hospitais e perfuração de poços artesianos, que lhes foi roubada.

Segundo, estando voces em completa miséria, poderia ressurgir um Antonio Conselheiro, um Lampião um Arraial de Canudos dizendo “basta” a estes tiranos - e isso tem sido evitado a todo custo. Há que manter-lhes subnutridos, ignorante dos fatos, fracos porem gratos – com as migalhas caídas das mesas de seus algozes.

Terceiro, é interessante para os Caciques Políticos, os donos da Casa Grande/Senzala, os manter na miséria e na dependência deles. Sem voces miseráveis, como poderiam eles obter verbas do Governo, para desviarem a si próprios?

Por exemplo. O Exercito Brasileiro tem um plano revisado e pronto para execução, datado dos anos 1800s, que consiste em puxar uns 2% de água de um tributário do Rio Negro, e criar no Polígono da Secas um lago maior do que o estado do RJ e ES juntos. Esta água no Cerrado traria as terras mais férteis do Brasil e modificaria o ciclo da secas nessa região. Por que isso não e feito? Os Militares assumiriam a construção. Poderíamos ate usar trabalho da população do Cerrado, do Setanejo e em certas áreas ate do trabalho de presos, pagando-os com redução/diminuição da pena por meio de restituição as vitimas de seus crimes. Porque isso não é feito? Pelas mesmas razoes que temos dificuldade em desviar 2% do fluxo do “Veio Chico” para irrigar as caatingas: PO-LI-TI-CA-GEM.

A suas misérias, ignorância penúria é importantíssima para esse tipo de políticos roedores, que por incompetência, atavismos feudais e tacanhismos estão despreparados para viver em qualquer área  semi-civilizada no mundo. A sua miséria e a sua penúria é a matéria prima de sua sobrevivencia.

Eles não querem elevá-los ao resto mais progressiata do Brasil. Ao contrario, ele tentam rebaixar as metas do Brasil para forçar um denominador comum mais baixo para o Brasil. Eles firmemente acreditam no axioma que “miséria atrai miséria e gosta de companhia”. Isso nos vimos recentemente: as maiores distorções político-sociais, as maiores safadezas e maracutaias jamais vistas em nosso pais, foram cometidas em nome “do bem das massas” Brasileiras.

Eu queria que alguém pudesse ensinar isso a voces.

Eu queria poder por a historia das Campanhas do Lampião, da inconfidência Mineira, da Guerra dos Farrapos, da resistência do Canudos e do Santo Antonio Conselheiro, em linguagem simples nesse artigo, mas não há espaço.

Eu queria lhes explicar que lhes amo, alem de uma Cesta Básica, como meus Irmãos Brasileiros.

Eu queria lhes explicar a diferença do “ganho e da esmolas”.

Eu queria discutir mais sobre educação e os benefícios financeiros, de auto-estima e dignidade que dela são resultantes.

Ah, eu queria lhe dizer que voces valem mais do que o valor que lhes dão; que voces são tão brasileiros como eu; que voces devem lutar por sua dignidade, educação e saúde que lhes eh um direito autorgado pela constituição.

Eu queria poder lhes convencer que voces são possibilidades viáveis e seus filhos poderão ser a nossa liderança.

Ah quanta coisa eu queria falar a voces. Quantas coisas:

Ate quando permitiremos esse genocídio no Nordeste? No Sertão Brasileiro? Essa subnutrição e sede comparáveis aos tratamentos nos Campos de Concentração Nazista?

Porque escrevemos tantas leis? Sem educação elas nunca são implementadas.

Porque estamos fadados sempre e sermos todos, direta ou indiretamente, vitima dos Podre Poderes?.

Porque não tomamos vergonha na cara?

Queridos Bolsistas e Cestistas: Desfrutem de suas cestas e bolsas famílias e as usem para sobrevivencia. Mas demandem os seus direitos, lutem pela dignidade e educação. Não aceitem a sua presente condição de penúria, de ser um plantel miserável de eleitores de seus maiores algozes, os políticos de sua terra.

Diferente do nosso grande “orador popular” e “articulador” de politicagem, nossa atual presidente foi uma lutadora, foi guerrilheira e agora, na Presidência, esta dando vergonha na cara desse Brasil.

Não sendo ouvidos e continuando abandonados, não seria hora de voces mandarem os políticos enfiarem as suas bolsas famílias num lugar da anatomia humana aonde a luz do sol nunca chegasse - e começarem a sua luta?

Creio que do modo que lhe tratam, seria melhor uma morte digna do uma existência de miséria.

Exibições: 73

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Sam de Mattos em 30 junho 2012 às 16:44

Edicacao, educacao, educacao ou revolicao. SdM

Comentário de Romildo de Paula Leite em 30 junho 2012 às 16:04

      Perfeito, perfeito, perfeito, Sam   mais nosso povão não entendem e vivem de migalhas dos políticos e governantes safados e coruptos, demagogos como  o pai dos pobres "lula da Silva " o analfabeto.

 "Viva dona Dilma.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço